PLANETÁRIO ITINERANTE E O COMBATE AO ANALFABETISMO CIENTÍFICO

Autores

  • Wânder S. Oliveira UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA
  • Marildo Geraldête Pereira Professor do departamento de física da UEFS

DOI:

https://doi.org/10.13102/jeuefs.v2i2.6124

Resumo

analfabetismo científico, que pode ser definido como o desconhecimento sobre o mínimo necessário de ciência para sobreviver em uma sociedade moderna, caracterizada pelo seu dinamismo e constante simbiose com o mercado tecnológico. Com o objetivo de combater esses problemas, a divulgação científica que dissemina conceitos científicos importantes, mostra-se como uma poderosa arma para desacelerar o analfabetismo científico. Ao atuar nas instituições de ensino médio e fundamental o planetário itinerante torna-se uma excelente ferramenta, pois utilizando-se de técnicas e recursos audiovisuais é capaz de criar espaços dinâmicos que promovem o aprendizado e a inclusão do público nos constantes debates científicos.

Biografia do Autor

Wânder S. Oliveira, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA

Discente Licenciatura em Física, Departamento de Física - UEFS,  bolsista PROEX,

Referências

SABBATINI, Renato. Analfabetismo científico. Correio Popular, Campinas, 28 mai. 1999.

RODRIGUES, L, A. Estratégia para a Divulgação Científica: Como a Quadrinização pode Colaborar com a Difusão do Conhecimento. Passo fundo, UPF, 2019.

TORRES, S. C. T.; PEREIRA, G. M.; SANTOS, S. C. J.; POPPE, R. C. P.; MARTIN, F. A. V.; LIMA, J. I.; OLIVEIRA, C. A.; DIAS, L. C.; SANTOS, O. O. Projeto itinerante de popularização de ciências e astronomia. Simpósio nacional de educação em astronomia. Rio de Janeiro, 2011.

OLIVEIRA, F. H. P.; EDUARDO, F. L. A.; OLIVEIRA, F. R.; GRANJEIRO, L. M. Ensino de astronomia com o planetário itinerante supernova em escolas de redenção e aracoiaba –ce. UNILAB, 2016.

Downloads

Publicado

2021-11-19